terça-feira, 9 de novembro de 2010

Filhos do Mondego ?

A pergunta é pertinente. A resposta é simples. Estes textos falam de experiências próprias, de um indivíduo em particular. Mas, não são mais que um conjunto de sentimentos que já todos nós experimentámos. Uns de forma mais fugaz, outros de forma mais intensa...
Escrevo especialmente para aqueles que me rodeiam. Os que conheço e já molharam os pés no rio. E para alguns que não conheço, mas que sei que partilham dos mesmos sentimentos que todos os outros. Para os que me amam, os que me odeiam e os que odeiam me amar. Somos todos filhos da mesma terra e do mesmo céu. Nem todos somos filhos do mesmo rio. Mas, enquanto sentirmos alguma coisa - o que quer que seja - que estes textos sejam o espelho do que nos vai cá dentro. Que nos ajudem. Que nos façam pensar. Que nos façam sorrir, ou chorar. Que nos façam olhar para este rio, ou talvez para o céu... E nos lembrem: não sou o único!

PedRodrigues

Sem comentários:

Enviar um comentário