segunda-feira, 29 de novembro de 2010

Poema número vinte e três


Pedidos


Vem pedir-me um beijo
Um toque suave nos lábios
Entre risos e sorrisos
Singelos e sábios.
Olha-me nos olhos
Sem qualquer malícia
Percorre-me o corpo
Numa só carícia.
Vem pedir-me um abraço
Que te aqueça o coração
Pede-me paz e calma
Não largues a minha mão.
Tenho medo do escuro
Tenho medo da solidão
És enfim o meu futuro
És a luz na cerração…
És a mão que me guia
Através desta paixão.

PedRodrigues

Sem comentários:

Enviar um comentário