sexta-feira, 25 de fevereiro de 2011

Reflexões a quente

São oito e vinte da manhã. O relógio vacila nas horas que lhe fogem. A noite foi feita de amores desencontrados. De misturas de chocolates com amêndoas ou nozes. Levei com investidas e balas alheias. Fui apanhado no fogo cruzado entre o "eu queria" e o "nunca vou voltar a ter".O tempo dos pistoleiros perdeu-se no tempo. Hoje a minha luta é outra. Hoje estou perdido no mundo, algures em lado nenhum. Mas sei quem quero. Não preciso que me apontem. Eu sei onde está. Apetece-me perder nas almofadas brancas, perpendiculares ao chão, com ela. Hoje os meus sonhos são dela. Dos fracos não reza a história, mas ninguém me disse que tinha uma página nos livros só minha. O meu amor é ouro. O meu amor é prata. O meu amor mata. Olho-lhe nos olhos com esta cara derrotada pela bebida. Com este corpo derrotado pelo tempo. Com este coração perdido algures - não sei onde - por ela. Adoro quando ela sorri. Quando me mostra os dentes mesmo sabendo que eu sou estranho. Nasci complexo como alguns números. Não tenho culpa. Nasci centro de gravidade e atraio problemas, balas, pecados e outras coisas. Neste momento quero que te percas por aqui. Vem até mim. Não me fujas. Esquece o resto que eu nasci escudo. Nasci torre de marfim, pronto a levar com os rios de merda que nos separam. Não me fujas. É de ti que gosto. É em ti que aposto, para nunca mais perder. Já perdi batalhas pelos mensageiros. Não me leves a mal, gosto de me entregar aos meus amigos. Desculpa as mensagens estranhas, ou outras esquisitices. Sou uma pessoa estranha. Tenho a certeza que nasci virado ao contrário - seja lá o que isso for. Não me negues o sorriso e a complicação de quem és. Não nasceste princesa, mas adorava fazer-te rainha. A coroa é tua, a tiara também. Queres que te encoste às almofadas? Sussurro-te ao ouvido, algures nas escadas, que é em ti que aposto. Gosta de mim. Abre o peito às balas, que eu tomo-as por ti. Hoje, o meu peito é de chumbo e a minha vontade é de ferro.


PedRodrigues

Sem comentários:

Enviar um comentário