quinta-feira, 8 de março de 2018

Sem título

Levei-te flores. Pousaste-as na jarra, com um sorriso largo.
As flores murcharam ( as pétalas estendidas pela mesa
como corpos numa batalha perdida )
Depois ainda te fiz uns jantares que acabaram
por ir arrefecendo, perdendo o tempero.
Os beijos também começaram a escassear
tornaram-se em gestos maquinais, toques de fugida. 
Os hábitos instalaram-se como a humidade
nas paredes 
A nossa realidade completamente sedada
pelo peso da rotina. 




PedRodrigues

1 comentário: