segunda-feira, 11 de agosto de 2014

Fala-me dos teus dias ao lado dela

São beijos no pescoço
Pequenos-almoços na cama
Ao Domingo de manhã
Carinhos em sítios aleatórios
Que arrepiam

 
São mais quinze minutos
Só mais quinze minutos
Antes de meter os pés no chão
Antes de regressar à rotina
São mais quinze minutos
Só mais quinze minutos
Junto a ti
(Podemos ficar aqui para sempre?)

 

São insónias partilhadas
às duas da manhã
As minhas ideias ridículas
As tuas gargalhadas estridentes
Enquanto a cidade dorme
E ninguém ousa fazer barulho

 

São coisas que ninguém sabe
E que guardo para mim
Como o quanto me amas
E o quanto te amo a ti.

 

 

PedRodrigues

1 comentário: