terça-feira, 23 de dezembro de 2014

02:49


Se conseguisse fotografar a tua alma, não te pediria esse minuto da tua atenção. Preciso de te olhar, de te ouvir com calma, como se fosses a minha música favorita. Entendes? Preciso desse minuto de ti. De te descobrir com todo o cuidado. Procurar-te atrás das nuvens que escondem o céu estrelado que és. Procurar o teu brilho – sem me ofuscar; porque o amor é isso; os verdadeiros amantes não se ofuscam um ao outro: brilham em sintonia e iluminam tudo à sua volta. De ti quero esse minuto na madrugada líquida que se dissipa lá fora, em que a cidade se cala e só tu aparentas existir. Quero do teu olhar um reflexo, uma vontade. Esta mesma vontade que trago por dentro de te abraçar. Quero de ti a busca. A procura necessária por esse sorriso em quarto crescente que me deixa sem saber que fazer. Quero de ti um beijo. Lábios nos lábios, língua na língua, amor no amor. Preciso de ti um momento. Apenas um momento. E prometo fazer-te ficar o resto da tua vida.

 

PedRodrigues

Sem comentários:

Enviar um comentário