quinta-feira, 8 de janeiro de 2015

Astronautas


Então olhou para cima e sonhou apaixonar-se por um astronauta.
Alguém que pudesse escrever o seu nome na lua.
Dizem que as palavras escritas na superfície da lua permanecem intactas: não há vento, nem tempo, que as apague.
Talvez fosse esse o seu verdadeiro objectivo: amar alguém que gravasse o seu nome em algum lugar só seu – onde mais ninguém fosse. Longe.
Alguém que gravasse o seu nome, e nem o tempo, ou o vento, o conseguissem apagar.

 

PedRodrigues

Sem comentários:

Enviar um comentário