quarta-feira, 22 de julho de 2015

Voltei a sonhar contigo


As tuas fotografias
são uma ameaça
à minha sanidade mental.
Disseram-me que o tempo
diluía a imagem do teu rosto;
as memórias dos passeios
de mão dada junto ao rio.
Mas o eco das nossas conversas
ainda me persegue.
Foste embora,
Sem nunca teres ido embora
Agora a certeza fria desse
passado atormenta-me
Não me abanem
Posso estar só
a sonhar...

 

PedRodrigues

Sem comentários:

Enviar um comentário