sábado, 31 de outubro de 2015

Meteorologia


Passeio pelas ruas, assobiando e exorcizando os pensamentos que me atormentam. Por todo o lado, o teu nome em placas e néons  que iluminam a noite densa. Na meteorologia, previsões de aguaceiros fortes em todo o litoral. No entanto, nem um pingo. Nada. O tempo é imprevisível. A vontade também. Saí de casa na esperança de te dizer que acabou e agora tudo o que quero é abraçar-te. A vontade é passageira, o amor não. O amor é uma montanha-russa: deixa-nos sempre na expectativa de uma descida vertiginosa, durante a euforia da subida. Há os que fecham os olhos com medo. E os que os abrem violentamente, viciados na adrenalina. Não sei qual deles sou. Saí de casa a assobiar, decorando a cidade com o teu nome e inventando novas formas de terminar a nossa viagem. Não consegui. Estou à tua porta e começou a chover. Dás-me abrigo no teu abraço?

 

 

PedRodrigues

Sem comentários:

Enviar um comentário