quinta-feira, 11 de fevereiro de 2016

As consequências das passadeiras


Os poetas diziam do amor
ser a resposta
mas eu calava-me e olhava em volta
enquanto, apressadas, as pessoas decidiam
avançar, mecânicas, seguindo as luzes
e atravessando as estradas nas passadeiras,
em segurança. Eu perguntava-me
se o amor era a resposta, como
andavam todos tão presos à rotina, ao medo
de dar outros passos? Onde estava a coragem
de atravessar a estrada a correr durante um sinal vermelho?
Talvez a vida precise de um certo risco,
de uma certa incerteza.

 

Talvez o amor seja, mesmo, a resposta
(pensava eu, até ser atropelado)

 

PedRodrigues

Sem comentários:

Enviar um comentário