terça-feira, 25 de agosto de 2015

[No caderno preto]

É onde eu começo
e tu acabas
que olho para nós
e me encontro
Porque não há em ti
esquinas suficientes
para dobrar a minha vontade
de te ter
Aqui. Por perto.

PedRodrigues

1 comentário:

  1. Lindo lindo lindo! Não há forma mais bonita de exprimir o que se sente do que através das palavras - que têm, também elas, uma beleza tão grande. A tua escrita fascina-me!


    http://joanasrverissimo.blogspot.pt

    ResponderEliminar